Off Topic

[Off Topic] Livros para citar na redação do ENEM

Para quem não sabe eu tenho um canal no Youtube, que é um projeto paralelo ao blog, onde dou dicas de redação para o ENEM. Na postagem de hoje, resolvi integrar o blog e o canal falando de uma coisa que eu AMO: livros!

Se você vai prestar a prova do ENEM esse ano, não deixe de conferir as dicas que dou no canal. A proposta de hoje é indicar livros que você pode citar durante a sua redação do ENEM e que vão te ajudar a alcançar a tão sonhada nota mil. Tem um post aqui no blog do ano passado com o mesmo assunto, então se você quiser conferir mais dicas é só clicar aqui. Caso você se interesse em conhecer o canal é só clicar aqui.

  • Extraordinário, R. J. Palácio
22361118_1660904930607408_790171514_n
Foto Laura Fernandes instagram: @insta_reading

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. 

Extraordinário é um livro que todo mundo deveria ler! (Leia a resenha completa aqui). Pois não fala simplesmente do bullying na visão da pessoa que o sofre, mas também da visão dos familiares, dos amigos e até das pessoas que o praticam. Tendo em vista que o Bullying é um tema atual – além do cyberbullying e da padronização da beleza – Extraordinário é uma ótima pedida!

Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade. Um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.

  • 1984, George Orwell

PSX_20170723_131956.jpgRomance distópico clássico do autor britânico George Orwell que retrata o cotidiano de um regime político totalitário de modelo comunista. No livro, Orwell mostra como uma sociedade oligárquica é capaz de reprimir qualquer um que se opuser a ela.

O romance tornou-se famoso por seu retrato da difusa fiscalização e controle de um regime coletivista-socialista na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo. Desde sua publicação, muitos de seus termos e conceitos, como “Big Brother”, “teletela”, “duplipensar” e “Novilíngua” entraram no vernáculo popular.

De fato, 1984 é uma metáfora sobre o poder e atuação dos regimes comunistas. Assim como “A Revolução dos Bichos” o livro te ajudará a falar sobre a sociedade como um todo, criticando regimes totalitários, a falta de liberdade de expressão do indivíduo, manipulação e o poder da mídia, invasão de privacidade, tortura, etc…

É importante lembrar que a candidata Isabela Carvalho Leme Vieira da Cruz, tirou nota 1000 no exame de 2012 citando 1984. (Veja a redação no guia do participante de 2012)

  • Holocausto Brasileiro, Daniela Arbex

Livro-Holocausto-BrasileiroNeste livro-reportagem fundamental, a premiada jornalista Daniela Arbex resgata do esquecimento um dos capítulos mais macabros da nossa história: a barbárie e a desumanidade praticadas, durante a maior parte do século XX, no maior hospício do Brasil, conhecido por Colônia, situado na cidade mineira de Barbacena. Ao fazê-lo, a autora traz à luz um genocídio cometido, sistematicamente, pelo Estado brasileiro, com a conivência de médicos, funcionários e também da população, pois nenhuma violação dos direitos humanos mais básicos se sustenta por tanto tempo sem a omissão da sociedade.
Pelo menos 60 mil pessoas morreram entre os muros da Colônia. Em sua maioria, haviam sido internadas à força. Cerca de 70% não tinham diagnóstico de doença mental. Eram epiléticos, alcoólatras, homossexuais, prostitutas, gente que se rebelava ou que se tornara incômoda para alguém com mais poder. Eram meninas grávidas violentadas por seus patrões, esposas confinadas para que o marido pudesse morar com a amante, filhas de fazendeiros que perderam a virgindade antes do casamento, homens e mulheres que haviam extraviado seus documentos. Alguns eram apenas tímidos. Pelo menos 33 eram crianças.

É inexplicável a riqueza de informações que este livro pode lhe trazer. Estamos falando de um fato acontecido em nosso país e pouco conhecido pela população. Podemos relacionar o livro a temas como saúde pública no brasil, direitos humanos, tortura e violência no geral (incluindo estupro e assassinato).

  • Eu sou Malala, Malala Yousafzai e Christina Lamb

download (3)Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.

Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. 

O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. 

Eu sou Malala pode ser um livro muito útil quando falamos dos temas relacionados à educação, direito das mulheres e terrorismo.

  • Meio Rei, Joe Abercrombie

PSX_20170814_210003Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro.
Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem.
Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava.
Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

Leia a resenha completa.

Meio Rei é o primeiro livro de uma trilogia que conta a história de Yarvi, um garoto deficiente que se tornou rei após a morte de seu pai e de seu irmão mais velho. Yarvi é visto como incapaz de governar porque não possui uma das mãos. Ele luta contra isso e prova que pode ser o rei que seu povo necessita. O livro é ótimo para ser citado em temas relacionados ao preconceito contra o deficiente.

  • Laranja Mecânica, Anthony Burgess

Resenha completa

IMG_20160403_150923Narrada pelo protagonista, o adolescente Alex, esta brilhante e perturbadora história cria uma sociedade futurista em que a violência atinge proporções gigantescas e provoca uma reposta igualmente agressiva de um governo totalitário. A estranha linguagem utilizada por Alex – soberbamente engendrada pelo autor – empresta uma dimensão quase lírica ao texto. Ao lado de “1984”, de George Orwell, e “Admirável Mundo Novo”, de Aldous Huxley, “Laranja Mecânica” é um dos ícones literários da alienação pós-industrial que caracterizou o século XX. Adaptado com maestria para o cinema em 1972 por Stanley Kubrick, é uma obra marcante: depois da sua leitura, você jamais será o mesmo.

Laranja Mecânica é um clássico da literatura! Com a história do violento Alex podemos relacionar o livro a temas como Violência Urbana, já que o protagonista adora matar, roubar e estuprar.

  • O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde

downloadDorian Gray era um jovem muito bonito que despertou a atenção de um pintor chamado Basil Hallward, que se apaixona por ele à primeira vista. Basil se aproxima de Dorian tornando-se um amigo e pede que Dorian pose para um retrato. Nesse meio tempo, Dorian eventualmente conhece um amigo de Basil, chamado Henry Wotton.

Henry, torna-se amigo de Dorian e o convence de que ele é muito bonito e que deveria viver a vida de uma forma em que somente a beleza e a diversão importassem, fugindo dos deveres da sociedade daquela época (como casamento, aristocracia, etc).

Vendo o maravilhoso retrato concluído, Dorian fica muito triste e deseja que ele troque de lugar com o retrato, ficando sempre jovem e belo enquanto seu retrato envelhece e mostra todas as impurezas de sua alma.

A partir daí, tudo acontece! Dorian esconde o retrato de todos em um quarto escuro, que somente ele possui a chave, e observa admirado as mudanças na tela acontecerem na medida em que os anos passam.

O retrato de Dorian Gray foi escrito no século XIX e até hoje vende muuuitos exemplares por ano. Isto porque se trata de um clássico da literatura inglesa. Oscar Wilde apostou todas as fichas nesse livro quando escreveu. E acertou!

Essa historia se passa na era vitoriana, quando a sociedade ainda era extremamente conservadora. Oscar Wilde escreveu esse livro como uma critica a sociedade da época e seu lançamento escandalizou a todos por conter abordagens (mesmo que sutis) sobre a homossexualidade e a valorização das aparências e da nobreza. Por isso se o tema da redação for a valorização da beleza e os limites da estética, pode citar o clássico de Oscar Wilde sem medo!

Os 13 Porquês, Jay Asher

O Livro ficou mundialmente conhecido após o lançamento da série 13 Reasons Why este ano. Tenho um post colaborativo falando um pouco sobre a série aqui no blog para quem se interessar.

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Eu assisti a série, porém não li o livro. A história pode ser citada em temas relacionados ao Bullying e ao Suicídio.


 

Espero que vocês tenham gostado das ideias do post. Em Breve sai o vídeo detalhado no Canal e daí venho mostrar pra vocês!

Caso você tenha interesse em conhecer o meu canal é só clicar aqui.

Deixe nos comentários a sua opinião sobre os livros citados. Adorarei conversar com você. Siga o Relicário nas redes sociais:

Facebook | Instagram

Até breve.

post-por-jessica-01

 

 

Anúncios

12 comentários em “[Off Topic] Livros para citar na redação do ENEM

  1. Olá, Jéssica.
    Achei a postagem muito interessante apesar de eu não precisar mais fazer Enem. Na época que eu fiz, nem pensei na possibilidade de citar livros… uma pena. Mas em relação aos livros, estou com muita vontade de ler 1984, já ouvi várias críticas positivas dele e a vontade de ler só cresce haha.
    Não conhecia O Retrato de Dorian Gray, vou procurar depois também.

    Beijão

    Curtido por 2 pessoas

  2. Oi Jéssica que demais essa postagem menina, fiquei fascinada ainda mais que tenha relação com o enem, não esperava que extraordinário estivesse na listinha, mas achei fascinante!
    Beijinhos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, tudo bem?
    Adorei suas indicações. Não li nenhum dos livros citados, mas tenho muita curiosidade para ler Extraordinário, Meio-Rei e 1984. Os outros também me interessam, com exceção de Os 13 por quês, que eu tenho sérias ressalvas devido à série.
    Seu post ficou muito legal e, dependendo do tema, acredito que esses livros podem contribuir muito na hora da redação.
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Olá!
    Livros super válidos com temas bem complicados e que são presentes na nossa sociedade. quero muito ler 1984 e Laranja Mecânica, estão na lista de clássicos para ler! Extraordinário é realmente um livro que TODOS deveriam ler, é um livro fantástico que aprendemos muito. Adorei suas sugestões!

    beijos!
    blogdatahis.blogspot.com.br

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s