Resenhas

[Resenha] Tudo que você não soube, Fernanda Young

Processed with VSCO with a5 presetJá tinha visto alguns comentários sobre os livros da Fernanda Young nas redes sociais… Um dia passeando numa livraria ~como de costume~ encontrei esse livro dela por um preço digamos muito bom (R$7,90) e lógico que levei! Assim que deu comecei a ler e só parei quando cheguei na ultima página!

Alguém que comete um ato monstruoso é necessariamente um monstro? Início da década de 1980, a era dos yuppies e da geração new wave. Uma personagem principal, sem nome, disposta a contar tudo que o pai, à beira da morte, não sabia sobre a vida dela. Até os seus piores pecados.

Esse é o sétimo livro publicado por Fernanda Young. Ele traz um relato, em primeira pessoa, de uma mulher que escreve para seu pai, que ela não vê há muito tempo e que está à beira da morte. Ela conta sobre sua vida, suas dores, seus sofrimentos, seus piores segredos, tudo nos mínimos detalhes. É um livro que me prendeu de uma maneira surpreendente – apesar de ser contado em primeira pessoa e praticamente sem nenhum diálogo (costumo gostar mais de livros cheios de diálogos, rs)… A escrita apesar de forte, é bastante fluida – o que facilita muito a leitura de um livro com tema tão pesado.

Esse é um livro triste, sobre relações familiares tensas. É um livro que permite que o leitor se conecte com a protagonista e com as suas dores de maneira muito intensa, e mais do que isso: permite que o leitor se conecte mais com ele mesmo, com suas próprias dores – cria um laço, uma identificação.

Separei alguns trechos que mostram a força dessa historia e quero mostrar pra vocês!

  • Sobre os sonhos:

“Odeio sonhar por causa disso: nós vemos como estamos internamente. Não dá pra disfarçar diante de um sonho. Através das nuanças dos delírios sem nexo, revelamos uma radiografia das nossas partes internas, implacável, em que cada mancha, mesmo após mil lavagens, pode ser detectada, gritante, no lençol que encobre as nossas verdades”

  • Sobre opiniões contrárias:

“Compreendi que o mundo é desse jeito, dúbio, capaz de achar duas coisas tão opostas sobre um mesmo acontecimento. Estamos todos, eu, você, desfilando sob o crivo dessa oscilação de opiniões, que no fim pouco importam. Por significarem a mesma coisa. O maravilhoso e o horroroso, tanto em nós quanto nos outros, convivem em choque constante. Não havendo motivos para querermos parecer um ou outro”

  • Sobre a vida:

“Todos, seja qual for a vida que temos, vivemos felicidades e tristezas a cada instante. Porque somos e não somos, queremos isso e não-isso. Ao mesmo tempo. Atrais e repelir, amar e odiar, viver e morrer, compreende?”

  • Sobre medo:

“Medo é algo que, hoje, apenas lembro de ter tido. Tenho temores, confesso, mas temer não é o mesmo que sentir medo. […] Eu, eu tenho certeza que estou morrendo, chego a sentir as dores que um dia me levarão daqui, mas nadinha me amedronta. E é por causa dessa minha estranha forma de leveza que, às vezes, não creio estar realmente viva.”

Fernanda é genial, tem uma mente brilhante, conseguiu em apenas cento e poucas páginas me fazer rever vários conceitos e reformular novas opiniões sobre o mundo e sobre as pessoas! Com certeza vou querer ler todas as suas obras!


A AUTORA:

FERNANA YPUNGOs livros de Fernanda Young conseguiram boa exposição na mídia devido à sua persona peculiar, suas declarações controversas, sua obsessão com cultura pop e seu visual. Contudo, não conseguiu angariar o respeito de especialistas em literatura, que a consideram um típico fenômeno televisivo sem consistência. Como escritora, publicou dez livros. Como roteirista para TV, tem oito trabalhos no currículo. Para o cinema, Fernanda escreveu quatro roteiros, sendo que dois deles são adaptações de “Os Normais”, uma de suas séries de TV. Todos seus trabalhos como roteirista foram escritos com seu marido, o também roteirista e escritor Alexandre Machado. Fernanda escreveu para a revista “Cláudia” uma coluna mensal e apresentou o programa de TV “Irritando Fernanda Young”, na GNT, durante 4 anos.



FICHA TÉCNICA:

Título: Tudo que você não soube

Autor: Fernanda Young

ISBN: 9788500022203

Editora: Ediouro

Ano: 2007

Número de páginas: 134

Área principal: Drama

Classificação: 4 estrelas-01


 

É isso, espero que tenham gostado! Beijos

post-por-laura-01

Anúncios

13 comentários em “[Resenha] Tudo que você não soube, Fernanda Young

  1. Olá Laura, tudo bem?
    É a primeira vez que leio algo sobre a Fernanda Young e como diz o ditado a primeira vez a gente nunca esquece. Eu amei a premissa desse livro, assim como você mencionou parece mesmo ser um livro forte e intenso. Quem sabe não encontro uma promoção como a sua e acabo comprando né?
    Beijos
    parabéns pela resenha

    Curtir

  2. Oiii Laura e agora tu me traz essa grande surpresa, pois não conhecia os livros da Fernanda e não pensaria duas vezes antes de ler, esses quotes me deixaram bastante animada para realizar a leitura assim que encontrar uma promoção boa igual a essa.
    Abraços

    Curtir

  3. Oi Laura!
    Adorei ver um post aqui da Fernanda, ela é realmente incrível.
    Eu estou louca atras de O Pau, mas não tinha encontrado ainda por um preço mais em conta, recentemente que vi na Amazon que o físico está até mais em conta que o e-book, na Saraiva tá o olho da cara!
    Já me interessei por este, ela parece que disserta sobre todos os assuntos, não segue uma linha, eu li dela As pessoas dos livros, até preciso reler para resenhar, quando li não tinha blog ainda rs
    Adorei ver algo dela aqui. Bjs

    Curtir

  4. Quero esse livro!
    No momento, estou lendo um outro livro que traz uma análise do erótico e pornográfico na escrita da autora, e agora, você me esfrega (brincadeira) essa coisa linda na cara que você comprou por apenas R$7,90… Fernanda Young é uma autora sensacional, mas, infelizmente, nunca tive nada dela que fosse meu, o pouco que li, era emprestado. Sal resenha ficou ótima, parabéns!

    Curtir

  5. Olá,
    Por ser um livro relativamente curto, vejo que tem uma bagagem bem interessante.
    A premissa me deixou intrigada e seus comentários sobre a obra aumentaram minha vontade de fazer a leitura. Será que também ficarei reflexiva sobre determinados aspectos?!
    Uma leitura intensa, cheia de emoção e sofrimento.

    LEITURA DESCONTROLADA

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s