Resenhas

[Resenha] Clube da luta 2, Chuck Palahniuk e Cameron Stewart

Olá leitores!

A resenha de hoje é um pouco diferente de tudo que já vimos aqui no blog!

Sim! Essa é a minha primeira resenha de um HQ! E também é a primeira vez que leio um HQ que não seja da Turma da Mônica (me julguem!)

Nunca me interessei por esse tipo de leitura, apesar de admirar bastante a arte que há por traz de misturar desenhos e histórias. Decidi ler Clube da Luta 2 por causa do contato com o primeiro livro e com o filme, que eu adoro! Por isso vou quebrar a primeira regra e contar em detalhes minha experiência para vocês.

Você também pode conhecer o primeiro livro aqui, antes de ler a resenha do segundo livro.


psx_20161122_145233Sinopse

Vamos juntos quebrar a regra número um do Clube da Luta. Tyler Durden está de volta. Agora, ele já é pai de família. A continuação do clássico de Palahniuk surge num formato inovador: em HQ. A história se passa nove anos depois do final do primeiro livro. O casal de protagonistas, que leva uma existência aparentemente normal, mais uma vez terá de rever alguns amigos imaginários que nunca foram embora. Só que agora as consequências podem fugir ainda mais do controle. Comemorando vinte anos da publicação do livro Clube da Luta, Chuck e o aclamado ilustrador Cameron Stewart se juntaram para criar o que já se tornou uma das mais aguardadas HQs da história: o retorno de Tyler Durden.

Começamos com Sebastian, 9 anos depois do Clube da Luta, vivendo a base de remédios e com uma família. Sua esposa está infeliz depois de 9 anos de casamento, vendo seu marido apático e sem perspectiva. Vemos que o filho de Sabastian se parece muito com ele, até que o garoto desaparece e o projeto desordem e destruição é retomado. Não posso entrar muito em detalhes sem dar spoiler e estragar a magia do primeiro livro. Mas saiba que Tyler Durden vive!

“Alguns amigos imaginários nunca vão embora”


O Clube da Luta 2 em HQ tem a assinatura de Chuck Palahniuk, desenhos de ninguém menos que Cameron Stewart, quadrinista premiado de Batgirl, Batman, Assassin’s Creed, entre outros. Em relação às ilustrações não tenho do que reclamar! Cameron Stewart conseguiu deixar a Marla linda, totalmente diferente da Marla Singer da minha cabeça e do filme (foi mal Helena Bonham Carter) e com aquela mesma personalidade maluca do primeiro livro. A única coisa que me incomodou em relação à diagramação do livro foi que, em algumas páginas, aparecem uma espécie de pétalas de rosas caindo que as vezes tampam os balões de diálogos e os tornam impossíveis de ler – creio que tenha sido proposital, mas não achei bacana.

psx_20161122_143309

Um fato interessante do HQ é que ele faz uma grande referência ao livro e ao filme, inserindo imagens de filme pornô no meio da história. Você vai se divertir bastante procurando essas imagens ao longo da leitura. O autor também usou todos os recursos que um HQ proporciona a uma história e que no livro, não ficaria interessante. Um exemplo é que o próprio autor e os redatores do livro participam desse HQ, como espectadores e editores da história, alterando-a do nada no meio do texto e dando palpites ao Chuck sobre o que fazer.

Quanto à história escrita por Chuck, como sempre está impecável! Tyler dessa vez passou dos limites com o projeto desordem e destruição e só o próprio Sebastian pode se salvar dessa loucura (e os fãs também). A melhor parte é que no fim, temos um capítulo extra contando como o autor gostaria que o final do primeiro livro e do filme fossem e – pasmem –  não é aquele final  tão famoso que conhecemos!

giphy-1

Bom, no geral é uma boa história! Tive problemas com alguns aspectos e fiquei confusa em alguns momentos, provavelmente por não estar habituada com livros em HQ, por isso vou dar 3 estrelas, mas foi uma boa experiência e pude matar a saudade da história incrível que é Clube da Luta. Deixo a dica para quem gosta do primeiro livro, e principalmente para quem curte HQ’s.

lembrando que temos resenha do primeiro livro aqui no blog, caso você não conheça o Clube da Luta. Clique aqui e não conte a ninguém.

Até mais!

psx_20161122_145011


O autor

chuckpalahniuk_crop-0-0Chuck Palahniuk é autor de vários livros – Clímax, Condenada, Maldita, Tell-all, Pygmy, Snuff, Rant, Assombro, Diário, Cantiga de Ninar, Monstros Invisíveis, Sobrevivente e Clube da Luta 1 e 2 – que somados venderam mais de cinco milhões de exemplares só nos Estados Unidos. Ele também é autor de Fugitives e Refugees. Ele vive no noroeste dos Estados Unidos.


Cameron Stewart
é um desenhista canadense, vencedor do Eisner cameronstewartjune2011Award e de outros prêmios como o Shuster Award, Eagle Award e Harvey Award, Stewart  já trabalhou para a DC , Marvel e Dark Horse Comics. Ele também é co-fundador da Transmission-X webcomics collective. Stewart é mais conhecido por seu trabalho em Mulher-Gato com o escritor Ed Brubaker, além de Seaguy e Os 7 Soldados da Vitória: O Guardião com o escritor Grant Morrison.


FICHA TÉCNICA

Título: Clube da Luta 2 HQ ((Fight Club 2)

Autor: Chuck Palahniuk

ISBN: 9788544104378

Editora: LeYa

Ano: 2016

Número de páginas: 280

Área principal: História em Quadrinhos, Literatura norte-americana

Classificação:3-estrelas-01

post-por-jessica-01

 

Anúncios

13 comentários em “[Resenha] Clube da luta 2, Chuck Palahniuk e Cameron Stewart

  1. Ai que delicia de ver que tem o segundo livro do clube da luta, eu realmente não sabia, fiquei apaixonada pela edição e com toda certeza adoraria ter a oportunidade de ler!
    Beijinhos da Morgs!

    Curtir

  2. Hey, Jéssica!

    Eu não cheguei a ler o primeiro livro, apenas assisti ao filme, que achei bem legal, mas, que, mesmo gostando bastante, não me animou a ler o livro.
    Logo, não tenho intenção de ler essa segunda história e, apesar de não curtir muito HQs, achei em bonita essa edição.
    Que bom que no geral a leitura foi proveitosa pra você.

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, tudo bem?
    Primeiramente parabéns por tentar expandir seus horizontes na leitura.
    Eu não curto muito HQs. Faz seculos que li se quer a da Monica acredita?
    Por isso vou deixar a dica passar, mas continue assim superando seus limites. Aguardo ansiosa suas próximas dicas.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  4. Nossa eu também admiro bastante esse talento de misturar desenhos e historias. Eu já li (e aliás recomendo) O triste fim de Policarpo quaresma em HQ. Foi muito bem feito. Ainda não conheço essa que você resenhou, mas vou procurar.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Nossa, pétalas de rosas caindo que tampam os balões dos diálogos? Não achei isso legal não, nem se for proposital, que agonia. Pelo que deu para ver gostei muito das ilustrações. Ainda não li o primeiro livro, mas tenho aqui, vou deixar a dica da HQ anotada para comprar caso eu goste dele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s