Resenhas

[Resenha] A Garota no Trem, Paula Hawkins

Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas vitorianas.
Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason -, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess, na verdade Megan, está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 
Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

Depois de mais de 10 milhões de exemplares vendidos, A Garota no Trem é um thriller psicológico que te mostra que as pessoas nem sempre são quem aparentam ser.


“Perdi o controle sobre tudo, até sobre os lugares dentro da minha cabeça.”

psx_20161118_151057Rachel é uma mulher recentemente divorciada, alcoólatra, que perdeu todas as esperanças em retomar sua vida perfeita. Ela tinha um marido maravilhoso, uma casa linda e aconchegante e um bom emprego. O vício em álcool e a chegada de uma amante, destruiriam tudo que ela tinha e agora, morando de favor na casa de uma amiga e sem expectativas de futuro, ela observa a vida alheia de pessoas felizes quando passa de trem em frente às casas. O que ela não esperava era deparar-se com um desaparecimento de uma mulher que ela observava e gostava de chamar de Jess. Depois disso, Rachel se vê no meio de toda a trama do desaparecimento, sem ao menos saber se ela mesma pode ter sido responsável pelo sumiço de Megan (Jess).

Os capítulos se desenvolvem ao longo de datas, antes e depois do desaparecimento. Também contamos com capítulos narrados, na maior parte do tempo, pela protagonista Rachel alternados com capítulos de Megan e Anna (atual esposa do ex-marido de Rachel). Esses capítulos narrados por Megan e Anna nos ajudam a entender o passado das três e como eles se entrelaçam para formar a história.

psx_20161118_144610

Tenho que dizer que gostei muito da escrita da autora, principalmente por ter tornado a narrativa o mais real possível. O alcoolismo da personagem Rachel é tão bem descrito que parece até mesmo real! Acredito que uma pessoa que sofra desse vício se aproxima muito do descrito ao longo da narrativa. Além disso, eu tive muita pena da personagem e não desejo a vida dela para ninguém! Definitivamente a forma como ela vive é o fundo do poço. Os outros personagens também são muito bem construídos, cada um com sua personalidade bem definida e com a história muito bem ligada.

“Nunca entendi como as pessoas podem negligenciar com tanta frieza os danos que causam ao seguir o que manda o coração. Quem foi que disse que fazer o que manda o coração é uma coisa boa? É puro egocentrismo, um egoísmo de querer ter tudo.”

Aos futuros leitores preciso alertar que é preciso atenção ao ler os capítulos da Megan. Fui bem desleixada com a atenção e, no final, quando é revelado o que aconteceu com ela eu tive que voltar em vários capítulos e procurar as pistas que a autora deixou. Não posso falar muito sem dar spoiler, mas atenção na Megan! (risos)

Não tenho nenhuma reclamação em relação ao final da narrativa. Achei que foi totalmente coerente e justo com a história. Se eu fosse mais atenta aos detalhes, poderia ter descoberto o desfecho antes, mas fui inteiramente surpreendida à medida que o fim ia chegando, o que foi uma experiencia positiva.

psx_20161118_144818

Um ponto negativo é que o livro carece de frases marcantes. Isso não faz a menor diferença para a história, verdade.  Porém eu, como leitora e blogueira, adoro encontrar frases marcantes no livro e anotá-las para ler depois ou postar aqui no blog. Senti um pouco de falta dessas frases. Como a ambientação gira em torno de uma mulher alcoólatra e com uma vida complicada, essas frases e reflexões acrescentariam muito ao livro, na minha opinião.

Indico o livro para quem gosta de leituras únicas, com um bom thriller psicológico, sem ser muito puxado para o suspense policial. Na capa do livro a revista People diz: “Se você gostou de ‘Garota Exemplar’, vai devorar esse thriller psicológico”. Achei A Garota no Trem ótimo e confesso que me senti atraída a ler por causa da referência ao livro da Gillian Flynn, mas no final das contas A Garota no Trem não superou Garota Exemplar em relação a história contada. (Se você se interessou pela resenha, leia o texto sobre “Garota Exemplar” postado aqui no blog!)

A melhor parte disso tudo é que já foi lançado o filme de A Garota no Trem aqui no Brasil. Apesar da grande discrepância entre o livro e o filme pretendo assistir em breve e contar para vocês. Assista o trailer abaixo. CUIDADO! O trailer contém spoilers da história!!!

Espero que tenham gostado da resenha! Não se esqueçam de nos seguir nas redes sociais para acompanhar nosso conteúdo.

Facebook | Instagram


A Autora

downloadPaula Hawkins trabalhou 15 anos como jornalista antes de se tornar escritora. A Garota no Trem é seu primeiro romance chegou ao primeiro lugar na lista de mais vendidos do New York Times e da Amazon na semana de lançamento, onde permaneceu por vários meses. Os direitos de tradução já foram vendidos para 41 países e uma adaptação cinematográfica foi produzida pela DreamWorks.


FICHA TÉCNICA

Título: A Garota no Trem ( The Girl on the Train)

Autor: Paula Hawkins

ISBN: 8501104655

Editora: Record

Ano: 2015

Número de páginas: 378

Área principal: ficção, Romance policial, suspense.

Classificação: 5 estrelas

post-por-jessica-01

Anúncios

18 comentários em “[Resenha] A Garota no Trem, Paula Hawkins

  1. Oi!

    Eu já tinha uma certa curiosidade em relação ao livro, mas agora, depois de ler sua resenha, fiquei ainda mais empolgada com a possibilidade de conhecer esta história mais a fundo e me envolver pela trama.
    Quero ler logo para assistir ao filme na sequência!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, tudo bem?

    Confesso que sou muito leiga com thrillers, ainda não li nem esse nem Garota exemplar. Apesar do filme, não sinto necessidade de ler, apesar desse universo feminino me interessar, porque acho que ajuda a dar visibilidade às mulheres. É ruim quando a gente não encontra quotes marcantes, né? Nem dá vontade de fazer a resenha hahaha. Adorei as garrafinhas! E adorei seu instagram, já tô seguindo! 🙂

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu concordo com você em tudo, mas achei que o fato deu não prestar tanta atenção nos capitulos da megan foi bom porque o final ficou totalmente inesperado para mim e eu adorei isso
    Estou ansiosa para assistir o filme

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s