Resenhas

[Resenha] A Menina que Roubava Livros, Marcus Zusak

Hoje vamos falar de um clássico que todos os amantes de livros já leram ou pelo menos já ouviram falar. Estamos falando nada mais nada menos do Best-seller de Marcus Zusak, intitulado como “A Menina que Roubava Livros.”

Temos vários motivos para o sucesso eminente do livro. A linda capa, o título e sua tocante história, que se passa durante a segunda guerra mundial. O aspecto mais incrível é que o livro é todo narrado em 3ª pessoa pela morte. Isso mesmo! Obviamente é algo que foge do convencional e torna o livro excepcional pela forma como foi escrita. Vamos à sinopse:

“Quando a Morte conta uma história,
você deve parar para ler.

A trajetória de Liesel Meminger é contada por uma narradora mórbida, porém surpreendentemente simpática. Ao perceber que a pequena ladra de livros lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. Traços de uma sobrevivente: a mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los em troca de dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. Essa obra, que ela ainda não sabe ler, é seu único vínculo com a família.
Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a cumplicidade do pai adotivo, um pintor de parede bonachão que a ensina a ler. Em tempos de livros incendiados, o gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. A Morte, perplexa diante da violência humana, dá um tom leve e divertido à narrativa desse duro confronto entre a infância perdida e a crueldade do mundo adulto, um sucesso absoluto — e raro — de crítica e público.”

download (1)

Ver a segunda guerra mundial pela perspectiva da morte muitas vezes mexe conosco. Esta foi a maneira que o autor encontrou de nos tornar mais vulneráveis à narrativa. Para quem está pretendendo lê-lo, procurando uma fonte de fatos históricos sobre a segunda guerra, eu não o recomendo. Essa é uma história de uma criança narrada pela morte, logo, não temos a presença muito marcante de fatos e acontecimentos encontrados nos livros de história. Exceto pela presença de pequenos fatos pontuais que não vão tornar você um conhecedor da segunda guerra.

6ced18c60da593459ee1e7e1c5ef9928.jpg

Inicialmente, confesso que achei o livro um pouco maçante. Creio que foi por causa da minha expectativa do que seria esse livro e que foi totalmente frustrada e depois superada. Quando percebi a infantilidade e a inocência da narrativa, achei que esse livro não iria me surpreender e que ficaria na mesma monotonia do começo. Quase, quaaase desisti , juro! Ainda bem que não o fiz!

Fazendo uma breve pesquisa descobri que muitas pessoas desistem dele no começo. Até entendo essas pessoas, mas deixo a dica: VOCÊ NÃO PODE DESISTIR DESSE!

No fim, acabei compreendendo o autor e amando a narrativa. Quando acabar de ler este livro, tente refletir sobre o poder das palavras. É esta a mensagem que “A Menina que Roubava Livros” nos deixa.  Por causa da força das palavras a vida de uma menina foi mudada pra melhor e a vida de milhões de judeus foi exterminada durante a segunda guerra.

Por incrível que pareça, meu personagem favorito, não é a Liesel (personagem principal). Encantei-me completamente pelo Max, o amigo judeu da Liesel. O sofrimento e a simplicidade dele me deixaram apaixonada! Tenho certeza que você vai gostar do Max, do Rudy, do pai e até mesmo da mãe adotiva da Liesel, que as vezes é um pouco megera.

Por último, não poderia de deixar de avisar que, apesar de uma narrativa com o personagem principal sendo uma criança, o livro é MUITO triste em alguns momentos. Mas a vida também é assim, não é mesmo? Temos momentos muito tristes e momentos que valem ser lembrados eternamente.


FICHA TÉCNICA

Título: A Menina Que Roubava Livros (The Book Thief)

Autor: Marcus Zusak

ISBN: 9788598078373

Editora: Intrínseca

Ano: 2007

Número de páginas: 494

Área principal: Ficção, Romance

Espero que você não deixe de ler este livro!

Até a próxima!

beijos

Não se esqueçam de seguir o blog no Instagram e curtir a fanpage do Facebook.

Anúncios

31 comentários em “[Resenha] A Menina que Roubava Livros, Marcus Zusak

  1. Tenho uma relação conturbada com esse livro haha. Eu desisti dele, depois voltei a ler (do começo!) e quase desisti de novo. Mas, com muito esforço, fui ao fim. Porém, não gosto muito do livro. A síntese e a mensagem são muito boas, mas a narrativa e o desenrolar são muito maçantes 😦

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, Jéssica! Tudo bem?
    Primeiro preciso dizer que fiquei realmente encantada com seu blog. Ainda não conhecia, mas adorei o layout. Sobre o livro, com certeza já ouvi falar muito dele, mas a história nunca tinha me parecido muito interessante. Ler sua resenha e saber que ele é contado pelo ponto de vista da morte me deixou um pouco mais interessada, porque com certeza é algo bem incomum. Isso me fez olhar para ele agora com uma imagem mais positiva sobre a obra, então eu espero que um dia eu possa lê-lo para ver se realmente gosto. Beijos! ^-^

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi! Tudo bem?

    Eu comprei esse livro em 2007 enquanto fazia uma viagem. Na época eu tinha 12 anos. Iniciei a leitura e desisti, justamente pelo que você disse na resenha: o início é muito maçante. Mas creio que naquela época eu nem teria discernimento o suficiente para entender a obra… Acho que devo pegar esse livro e lê-lo de verdade dessa vez. Quero me encantar assim como a maioria dos leitores se encantou! 🙂

    Beijos.

    http://www.livroseflores.com

    Curtido por 1 pessoa

  4. Ok, você me convenceu. Vou dar mais uma chance ao livro. Sim, eu fui uma das que achou super chato e desistiu no início. Hehehehehe
    Na verdade eu já tinha em mente dar mais uma chance, só estava esperando o momento chegar. Acho que vou até aproveitar em um desafio, que assim é um incentivo a mais para eu não desistir no meio!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Eu quero muito ler este livro e acho melhor esperar um pouco por causa desse começo lento, mas sua resenha me deixou mais curioso ainda pela leitura, claro que farei ela no futuro!!

    Abraços e até!

    lendoferozmente.blogspot.com.br

    Curtir

  6. O final é excelente, eu poderia citar milhares de partes do livro, mas me apaixonei principalmente pelo final. Eu achei o livro um pouco cansativo e demorado para ler, grande parte dele é triste, por causa da guerra, mas logo você se apaixona por Liesel e, igual você se sentiu, precisei continuar lendo. Tem sim momentos felizes, lógico, por isso vale muito, muito a pena mesmo ler. É um livro único! ❤
    http://www.euinsisto.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  7. Todo mundo fala desse livro mas eu nunca tive sequer a curiosidade de ler. Até agora.
    Sua resenha ficou muito boa e, mesmo revelando pouca coisa da história, me fez ter pela primeira vez a vontade de comprar e ler esse livro.
    Muito bom Jess!!!

    Bjos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s