Resenhas

[Resenha] O Símbolo Perdido, Dan Brown

Abram a mente, meus amigos. Todos nós tememos aquilo que foge à nossa compreensão. 

Olá Leitores! A resenha de hoje é sobre o Livro “O Símbolo Perdido” de Dan Brown, autor do Mega-seller  “O Código Da Vinci” com 80 milhões de cópias vendidas.

Sinopse

Nesta obra, Robert Langdon se lança numa corrida desesperada pelas ruas de Washington para salvar seu amigo e mentor Peter Solomon, eminente maçom e filantropo das mãos do sequestrador Mal´akh. Inteligente e cruel, o vilão exige como resgate que o célebre professor de Harvard descubra um tesouro que os fundadores da capital americana, a maioria deles mestres maçons, teriam escondido em algum lugar da cidade e que seria capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse.

O conhecimento é uma ferramenta, e como todas as ferramentas, o seu impacto está nas mãos de quem o usa.

O Símbolo Perdido foi o 3º Livro lançado por Dan Brown que tem como personagem principal  Robert Langdon, um simbolista muito F*D@ que manja de todos os paranauê dos símbolos (risos). Sério, não estou exagerando quando digo que ele é muito inteligente. Se você está procurando um livro que vai te trazer algum conhecimento na vida, leia os livros do Dan Brown! A cada capítulo, sempre há algo de interessante pra aprender.

Acima de tudo, este livro fala muito sobre a Maçonaria e sobre a Ciência Noética – Um campo da ciência especializado em descobrir as respostas para várias indagações milenares tal como comprovar a existência da alma e da vida depois da morte – que antes de ler o livro eu nem sabia que existia. No caso da maçonaria não tem nem o que falar né?! Todo aquele mistério que ronda esta sociedade é digno de curiosidade.

Gostei bastante do livro, li em apenas 1 semana e achei que o enredo e a escrita do autor consegue nos prender do começo ao fim. A escrita dele é tão boa que lendo os capítulos, percebíamos o quão louco (talvez esquizofrênico) o antagonista era. Fiquei com medo dele em alguns momentos e percebi que ele realmente defendia o princípio de que “Os fins justificam os meios”.

Hoje em dia cada um de nós está ligado eletronicamente a todo o mundo, e no entanto nunca como agora nos sentimos tão sós.

A única coisa que me incomodou, mas que também em partes é legal, é o fato do leitor NUNCA conseguir decifrar os códigos e os mistérios que aparecem no meio da trama. (Me sentia muito burra por isso!) Somente o protagonista consegue descobrir os significados, não adianta nem quebrar a cabeça viu galera!

extremagalaxia4
Imagem retirada de: extremagalaxia.blogspot.com

Os códigos e símbolos do livro foram muito bem elaborados pelo autor e tudo se encaixa perfeitamente, nada fica sem uma explicação lógica ou histórica. Você pode pesquisar qualquer coisa do livro no Google que você vai ficar surpreendido em saber que aquilo realmente existe e que é verdade. Pesquisando um pouco sobre a vida do autor, descobri que a esposa do Dan Brown o ajuda muito nesta parte de pesquisas quando ele escreve um livro. É muito impressionante como o autor consegue unir o que é ficção e o que é e realidade nesse livro.

Não gostei das ultimas 20 páginas, fiquei muito entediada depois que o mistério foi solucionado e o autor tentou dar um fim depois de que, pra mim, já havia acabado a história, mas isso é uma coisa pessoal e não afetou em nada no resto da trama.

Então #Ficaadica pra quem quer ler um livro com CONTEÚDO e com qualidade de escrita!

Viver no mundo sem tomar consciência do significado do mundo é como vagar por uma imensa biblioteca sem tocar os livros.

Então é isso pessoal, espero que vocês tenham gostado.

VOTE NOS COMENTÁRIOS PRA PRÓXIMA RESENHA:

  • Insurgente – Veronica Roth ;
  • 1984 – George Orwell;
  •  Admirável Mundo Novo – Aldous Hurxley.

Sem título

Anúncios

4 comentários em “[Resenha] O Símbolo Perdido, Dan Brown

  1. Olá! Eu ainda não li nada do Dan Brown. Tentei ler “O código da Vinci” algumas vezes, mas nunca fui pra frente. rs Queria ter outra experiência com o autor e esse livro parece ser ideal para isso. Gostei do enredo e dos mistérios. Vou dar uma chance. Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Li “Fortaleza Digital” e “Inferno”, já tinha assistido os filmes, confesso que meu gosto por leitura é bem recente, e gostei mais do Fortaleza Digital, talvez por ser meio nerd uhsauhshusa, mas tenho notado essa tendencia do autor em desvendar a trama e continuar a contar páginas e mais páginas de um nada sem fim, não que seja ruim, mas você fica com aquela impressão que ele de novo irá te surpreender, mas chega na última frase do livro e se da conta que nada novo aconteceu, o clima esfriou, ao ler Fortaleza e já no meio do Inferno, resolvi me adiantar e comprar o simbolo, ainda vou começar a ler.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s